sábado, 25 de abril de 2015

E o tempo dos blogs já foi?

Uau... Quanto tempo que não passava por aqui!!!!!

Meio que me esqueci do meu blog :(  Não sei bem porque...

Bom, na verdade sei mais ou menos... Mestrado e trabalho juntos não favoreceram meu carinho pelo mundo dos blogs... Foram dois anos quase sem escrever por aqui e também sem ler os que eu acompanhava sempre.

Mas essa fase passou e eu continuei não escrevendo... Esqueci disso... Deixou de fazer parte da minha rotina.

E nesse tempo todo será que blogar saiu de moda?
Não sei. Mas acho que vou continuar blogando, ainda que não assiduamente.

Bom estar de volta :)

sábado, 28 de setembro de 2013

E o que é que a Julia Roberts tem?

Já se deram conta da quantidade enorme de filmes de sucesso que contam com a presença de um mesmo ator ou atriz?

Estava revendo essa semana "Onze homens e um segredo" e sei-lá-por-que comecei a contar a quantidade de filmes que eu já tinha visto com a Julia Roberts... São muitos. E o interessante é que me dei conta que gosto de quase todos.

Julia Roberts ao lado dos galãs George Clooney e Brad Pitt em Onze homens e um segredo
Meus cinco preferidos são, nesta ordem:

1) Erin Brockovich - Uma mulher de talento
2) Um lugar como Notting Hill
3) O casamento do meu melhor amigo
4) Uma linda mulher
5) Noiva em fuga

Ainda, cabe uma menção honrosa pela linda rainha má que ela fez em "Espelho, espelho meu". Estava perfeita!

Mas, nada neste mundo é sempre perfeito (nem mesmo a Julia Roberts rs). Tem um filme dela em especial que vai direto pra minha lista dos piores do mundo: "Comer, rezar, amar" só não é pior do que esse título esquisito. Confesso que só vi porque acreditei que um filme com a Julia Roberts seria bom... Foi uma decepção... O filme é ruim que dói. Talvez o livro seja bom, mas com esse título, eu duvido muito (ai que maldade rs).

Mas tudo bem... Vou continuar apostando que um filme estrelado por Julia Roberts será bom... Agora é esperar os próximos pra ver...

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Descarga de neuroses

Os banheiros coletivos sempre me indignaram. Essa indignação é tão recorrente que resolvi listar aqui as 4 coisas que mais me irritam nos banheiros públicos. Vamos a elas:

1- Alguém sempre já pegou no papel higiênico antes da gente.
Hoje em dia já inventaram os lenços individuais, mas não é sempre que encontramos isso. O jeito é ter o seu próprio papel ou lenços na bolsa.

2- E as descargas... Ai, nem gosto de pensar... quantas mãos apertaram aquele botãozinho antes de mim??? E detalhe: depois de ter usado o papel higiênico (tem que rir pra não chorar, não é?).
Sempre me perguntei porque não inventavam uma descarga para pisar com o pé, até que um dia me deparei com esta minha "invenção" em um posto de estrada - fiquei eufórica por não precisar me desdobrar entre o papel higiênico e o acionador da descarga de forma a não encostar em nada... Agora também estão na moda as descargas com sensor de presença: você fica de pé e ela aciona... E os neuróticos agradecem!

3- Já pensou em quantas mãozinhas sujas encostaram no trinco da porta??? Eu já!!!
Sempre fiz de tudo para não encostar na porta. Abrir e fechar com os pés é fácil, mas trancar, nem sempre. Pior é que neste caso você tem que pegar no trinco sujo antes de usar o banheiro e aí a meleca já está feita...

4- Eu bem sei que tampa do vaso levantada é o horror para a maioria das mulheres, mas em um banheiro público, convenhamos, não faz sentido abaixar a tampa.
Fico morrendo de raiva quando dou de cara com a tampa abaixada. Gente, qual a necessidade de incluir mais uma coisa para se pegar dentro de um banheiro público? Nossa, queria filmar minha cara de frustração quando, super apertada, tenho que ficar dando o meu jeito para levantar a tampa sem tocar nela (quase sempre faço isso com os pés também, para variar). Sou a favor da abolição das tampas de vasos sanitários em banheiros públicos! Acho que vou fazer uma manifestação sobre isso... Será que vou ter apoio?


Bom, nem preciso listar aqui que "sentar no vaso, de jeito nenhum!", afinal, toda mulher aprende isso ainda criança...
Neuroses a parte, não custa nada ter sempre a mão um álcool em gel... É pequeno, barato, e muito útil nestas situações neuróticas.

E você, também tem neuroses banheirísticas?

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Maravilhas do século 20: forno de micro-ondas

Forno de micro-ondas original
Comer um bolo amanhecido e quentinho, não tem preço!

Se você é daquelas pessoas que ouvia da vó que bolo quente dá dor de barriga e ainda acredita nesta balela que só servia pra você não querer comer o bolo antes da hora que a sua vó decidisse, não sabe o que está perdendo...

Sempre gostei de bolo quentinho, acabado de assar... hmmmm... delícia! Inclusive já “estraguei” alguns porque insisto em cortá-los assim que saem do forno, o que quase sempre deixa o bolo meio ressecado – mas vale a pena: essa primeira fatia com fumacinha subindo paga todo o resto do bolo seco.

Mas não é que bolo dormido esquentado no forno micro-ondas quase se compara ao bolo recém-assado? Pois é verdade... Agora podemos comer o bolo todo quentinho, mesmo no dia seguinte! Ah, micro-ondas... Que bom que inventaram você... Que bom também que o modelo original (inventado por acaso por Percy Spencer em 1945), que tinha 1,70 m de altura e pesava 340 kg foi reduzido para caber nas nossas cozinhas, né?

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Eu e a blogagem coletiva

Antes de ter meu primeiro blog, o Clamarei, eu era uma leitora assídua de blogs - na verdade, ainda sou, e conheço muitos blogueiros que também começaram no mundo da blogagem como leitores.

A blogagem coletiva logo se tornou um termo conhecido. Pesquisei um pouco e descobri: Trata-se de um desafio lançado por um blog e aderido por diversos outros autores de blogs, em que todos escrevem sobre um mesmo tema no mesmo dia. Com a blogagem coletiva fica fácil encontrar pessoas e blogs com os mesmos interesses que os seus, as visitas e seguidores aumentam e ainda tem a vantagem de você não precisar ficar se matando para pensar sobre o quê escrever, naqueles dias em que a criatividade simplesmente passa o dia moribunda.

Pois é... Eu realmente acho a blogagem coletiva algo muito legal e sempre pensei em fazer parte deste universo paralelo da blogosfera... Mas mais de dois anos se passaram e nada! Não sei por que... Talvez nunca tenha me atraído por nenhum tema específico, sei lá...

E olha que tem blogagem coletiva de tudo o que se possa imaginar, olha só:


- No blog da Fernanda Reali tem tudo sobre unhas e esmaltes

- No Bloínques tem concursos de blogagens coletivas

- O Café entre Amigos incentiva o lado escritor e poeta dos blogueiros (de onde eu emprestei a ilustração para este post)

- E não é que já teve até blogagem coletiva contra blogagens coletivas?

Minha amiga virtual, a eterna síndica Clara, do blog Simples e Clara, se envolveu tanto com blogagens coletivas, que passou a escrever contos, participou de um concurso no blog da Elaine Gaspareto e... Teve um de seus contos publicados no livro Um pouco de nós. Não é legal? De blogueira a escritora! Um dia eu chego lá...

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Dica: Lembrancinha especial

Já passou pela situação de ficar pensando, pensando em uma lembrancinha para dar de presente no fim de ano, no dia do seu aniversário ou em outra data especial  e não conseguir pensar em nada que seja ao mesmo tempo criativo e com custo acessível? Eu já. Muitas vezes, na verdade. Mas no ano passado eu tive uma ideia que achei que ficou legal (na verdade, adaptei de algo parecido que vi em algum lugar que já não me lembro) e vou compartilhar hoje com vocês. É simples e serve para diversas ocasiões.
Você vai precisar de:

- Xícaras bonitas (com ou sem pires). O presente é unissex, basta observar a estampa da xícara.
- Cappuccino. Destes que vem em embalagens individuais
- Biscoitos. Você pode comprá-los prontos, mas se forem caseiros o presente fica ainda mais especial
- Saquinhos de celofane. Os menores para embrulhar os biscoitos e os maiores para acomodar as xícaras
- Fitas de cetim para arrematar.

Coloque dentro de cada xícara um saquinho com biscoitos e um pacote de cappuccino (feche bem o saquinho com os biscoitos, para eles não murcharem). Coloque a xícara dentro do saco maior de celofane e faça um laço com a fita para fechar. Pronto!

* Se o presente for para um casal, você pode acomodar na mesma embalagem duas xícaras, lembrando de acrescentar também mais um pacote de cappuccino.

Não é fácil? Agora você já tem uma ideia para sua lembrancinha de Natal, de aniversário...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Deu certo!

Fazer um bolo às vezes á algo tenso. Será que vai dar certo? E se solar? Murchar? Queimar?

Quando era adolescente tinha uma mão ótima para os bolos, mas confesso que ultimamente andei cometendo uns lapsos. Acho que é a vontade de tentar transformar as receitas em algo mais saudável...
Acabo mudando as receitas - tira um pouco de óleo daqui, diminui o açúcar ali, acrescenta linhaça, etc, etc - e entre alguns que dão super certo, outros ficam secos ou duros ou borrachentos - ou tudo isso junto :-(

E aí, para me livrar do sentimento "Não sei fazer bolo" que me assombra, volto à boa, fácil e que-sempre-dá-certo receita de bolo de iogurte =)

O bolo de iogurte fica sempre assim, grande, dourado e fofinho.
Essa receita, além de sempre dar certo (que já é uma vantagem e tanto) ainda por cima é super fácil, rápida e quase não suja nada - uma beleza!

E pra quem ainda não conhece, lá vai a receita:

Bolo de iogurte

1 copo de iogurte natural (200ml)*
2 copos de farinha de trigo
2 copos de açúcar
4 ovos inteiros
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 copo de óleo**

Bata tudo no liquidificador (o fermento por último). Asse em forma untada e enfarinhada.
Use o copo do iogurte como medida para os outros ingredientes e suje apenas uma colher, o liquidificador e a forma para assar o bolo!

* Conheço quem já fez com iogurte com sabor e deu certo. Eu uso o natural desnatado e fica perfeito.
** Dá pra trocar o óleo por uma ou duas colheres de margarina ou manteiga.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Meus queridos hambúrgueres

Ah, ser saudável hoje em dia é tão, tão difícil, né?

Como resistir aos zilhões de guloseimas industrializadas com quase nenhum valor nutricional, mas com sabores artificialmente incomparáveis a qualquer outra coisa?

Salgadinhos, biscoitos, doces, salsichas, hambúrgueres... Acabo me rendendo a algumas destas coisas, às vezes por pura preguiça, outras vezes por pura vontade mesmo. Mas algumas coisas aboli (ou quase) do cardápio. Uma delas são os hambúrgueres industrializados.

Gordura TRANS

A ANVISA indica que não há indicação para a quantidade máxima de ingestão diária de gordura TRANS, mas recomendada que a ingestão seja reduzida ao mínimo possível, não devendo ultrapassar 2g diárias.

Acontece que um único hambúrguer desses que compramos em caixas tem cerca de 1,5g dessa gordurosa vilã! Melhor mesmo é ficar longe deles, não acham?

Meus hambúrgueres saudáveis
Mas como tem certas coisas que são irresistíveis, e um hambúrguer de vez em quando cai muito bem, aprendi a fazer os meus próprios, que, modéstia à parte, ficam muitíssimo mais saborosos do que os comprados, além de mais nutritivos. E mais: É muito fácil!

Basta misturar carne moída (de preferência uma carne magra) com os temperos de sua preferência (frescos, se possível), sal (pouco) e pimenta a gosto. Eu não acrescento farinha, ovo, pão... nada. Para os bolinhos não desfazerem na hora de grelhar (sim, porque mergulhado no óleo também não é legal) eu deixo eles no freezer uma meia hora. Sempre faço uma quantidade grande e congelo alguns. Prático, gostoso e saudável, não acham?

domingo, 17 de março de 2013

Meleca de foto

Oi gente!!! Todo dia penso em inúmeras coisa que gostaria de escrever aqui, mas o tempo anda escasso... Desculpas à parte, vamos ao assunto de hoje...

Pelo menos uma vez por semana passo em frente a um centro de depilação que chama a minha atenção por conta da fotografia estampada na fachada... Fotografei. Vejam:


Agora me respondam: Sou só eu que enxergo uma meleca gigante escorrendo do nariz da moça?

sábado, 2 de março de 2013

Quantos pés?

Gente, olhem bem essa foto e me respondam:

De onde vem esses dedinhos de pés entre as canelas da Angélica?

Mistério...






(Foto de Luciano Huck e Angélica, publicada por ele no Instragram)